sexta-feira, 26 de maio de 2017

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Construir a Paz promovendo o Bem




A Paz é definida como um estado de calma ou tranquilidade, uma ausência de perturbações ou agitação. Pode referir-se à ausência de violência ou guerra. No plano pessoal, paz designa um estado de espírito isento de ira, desconfiança, de todos os sentimentos negativos.

Podemos, contudo, afirmar que a paz é um processo em construção; a paz do mundo começa em cada um de nós. "A paz do mundo começa em mim, começa em você ...

A melhor maneira de contribuirmos para a paz coletiva é cultivando-a interiormente, através de pensamentos, palavras e atitudes, na convivência diária.

As lições de Emmanuel sobre a Paz:


Emmanuel (o mentor espiritual do médium Chico Xavier) diz que “...o conceito de paz, entre os homens, desde muitos séculos foi visceralmente viciado. Na expressão comum, ter paz significa ter atingido garantias exteriores, dentro das quais possa o corpo vegetar sem cuidados, rodeando-se o homem de servidores, apodrecendo na ociosidade e ausentando-se dos movimentos da vida.” Ele, porém, nos elucida que “ a paz não é inércia e sim esforço, devotamento, trabalho e vigilância incessantes a serviço do bem.” Em mais uma de suas mensagens ele nos diz também que “Não haverá tranquilidade no mundo, sem que as nações pratiquem a tolerância e a fraternidade. E se a nação é conjunto de cidades, a cidade é um agrupamento de lares, tanto quanto o lar é um ninho de corações. A harmonia da vida começará, desse modo, no íntimo de nossas próprias almas...”

Para concluir o seu pensamento, Emmanuel nos ensina um modo para alcançarmos a paz: “... Ora com mais confiança em Deus. Trabalha um tanto mais. Serve com mais alegria. Age mais caridosamente. Desculpa as faltas alheias com mais compaixão pelos ofensores. Usa mais calma, particularmente nas horas difíceis. Tolera, com mais paciência, as situações desagradáveis. Coloca mais gentileza no trato pessoal. Emprega mais serenidade na travessia de qualquer provação. E, assim, com a benção de Deus, encontrarás mais segurança e paz, nas estradas do tempo, garantindo-te o êxito preciso nos deveres de cada dia, a caminho da Vida Maior.

A Paz no Mundo segundo o Espiritismo


Segundo a Doutrina Espírita, os conflitos em nosso mundo acontecem porque a nossa Terra ainda é um mundo de provas e expiações, para onde são enviados espíritos que necessitam melhorar-se pelas penas e provas, são espíritos das mais diversas ordens morais seja onde já temos espíritos comprometidos com a mudança e com a evolução , e outros que ainda não despertaram para a necessidade do bem , nesse caso esses espíritos que ainda se comprazem no mal (a guerra, a violência, os vícios, o orgulho, a vaidade, etc ), e também os espíritos que estão resgatando débitos morais anteriores, que são submetidos a provas e penas através da dor. Mas que através das mudanças morais a Terra passará a ser um mundo de regeneração. O mundo está evoluindo, passando por uma fase de transição para um mundo de Regeneração, onde os que não são ainda mansos e pacíficos irão para um mundo inferior, continuar o aprendizado do bem e do amor.

E aqui na Terra, com os alunos aprovados, teremos então um mundo de paz, de confiança entre todos, de solidariedade, de igualdade. Um mundo onde as guerras, brigas, corrupções, mentiras, preconceitos e todos os tipos de violência serão parte do passado.


"Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a Terra”..
"Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus”

O que devemos entender por mansos e pacíficos?


Ser manso e pacífico não é ser acomodado: é lutar interiormente, para se melhorar. Os pensamentos e as boas ações, podem mudar a Terra. Jesus disse: os mansos herdarão a terra e os pacificadores serão chamados Filhos de Deus.

Se buscarmos na prece, na meditação, na renovação, seremos mansos e pacíficos como nos diz Jesus.

A nossa vontade é que comandam os pensamentos e as ações. As virtudes devem ser cultivadas pela Reforma Íntima, na implantação da renovação mental e ir se espalhando pelo lar, junto à família, prolongando-se aos amigos.

A benevolência com os semelhantes, fruto do amor ao próximo, gera a afabilidade e a doçura, que são a sua manifestação. (E.S.E., Cap. IX).

A brandura e a mansidão complementam a delicadeza de espírito.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Calendário DIJ-FEB/ maio 2017

Calendário do DIJ, Departamento da Infância e Juventude, da Federação Espírita Brasileira para o mês de maio/2017, com texto e atividades.

sábado, 20 de maio de 2017

Um Dom para a Vida


O dom está em você.
Ele é presente de Deus.
É algo guardado em ti para a vida ser doado...
Para fazer o mundo girar.
Para fazer o mundo crescer.

Para sermos um dom é preciso sermos amor.
Para sermos um dom é preciso sermos o bem.

Por isso, seja você um dom para a vida,
Espargindo o que de melhor Deus lhe deu.

Carlos Pereira, pelo Espírito Glauco.

domingo, 14 de maio de 2017

Homenagem às Mães



Mãe...
Tu és um Anjo luminífero que Deus criou!
Teu brilho resguardado em seu corpo físico, sublima-se e exterioriza-se ao receber em seus braços, na condição de filhos, aqueles pequeninos que chegam sobre a sua tutela, na ansiosa busca do progresso, através do impositivo da reencarnação.
Tua luz é que clareia essa nossa longa caminhada rumo à plenitude.

Muito obrigado minha mãe,
Pela chama do seu olhar,
Pelas estrelas de seu carinho
Pelo sol do seu amor.

Dedico essa mensagem a você e a todas as mamães desse nosso planeta.

Muita paz e felicidades por esse dia tão especial!

Carlos Pereira - O Manancialzinho

terça-feira, 9 de maio de 2017

domingo, 7 de maio de 2017

Palavrinhas Mágicas


Divirta-se e aprenda um pouco mais sobre as palavras que possuem a magia de transformar a nossa vida e das pessoas do nosso conviver, com uma diversidade de jogos e atividades.

Clique na imagem para jogar.

Conheça também mais sobre elas clicando aqui.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Pensamentos, o Alicerce da nossa Personalidade



Se quisermos ter uma vida em plenitude, é preciso darmos especial valor ao teor dos nossos pensamentos, pois são eles que constituem a base de nossa personalidade. O encadeamento de informações deste texto reforça esta tese, o que significa que, para bem viver, a qualidade dos nossos pensamentos tem peso fundamental.

Pesquisadores do comportamento humano afirmam que nossa personalidade pode ser definida como um conjunto de hábitos. Desse modo, é de fundamental importância termos hábitos adequados. Mas será que existe receita para transformarmos nossos hábitos para que eles sejam adequados? O sábio filósofo Aristóteles (384 a.C. - 322 a.C.) indicou-nos uma maneira de proceder e caminharmos nessa direção. Segundo o filósofo, nossos hábitos são criados a partir da nossa iniciativa de passarmos a ter novas atitudes. Reforçando o óbvio, passarmos a ter atitudes que até então não tínhamos. Segundo Aristóteles se persistentemente repetirmos novas atitudes, adquiriremos novos hábitos. Mas, vale ressaltar: adquirir hábitos adequados ou inadequados vai depender, exclusivamente, dos tipos de novas atitudes que escolhermos. Boas atitudes, hábitos adequados. Más atitudes, hábitos inadequados.

Sobre a importância de nossas atitudes, William James (1898-1944), um dos mais proeminentes psicólogos norte-americanos, disse: “A maior descoberta da minha geração é que o homem pode mudar sua vida, simplesmente mudando suas atitudes”. Mas como mudar para melhor nossas atitudes? Lembre-se que as atitudes são geradas pelos nossos sentimentos. Exemplificando, se eu estou sentindo amor por uma pessoa, minhas atitudes serão conduzidas em direção ao amor. Por outro lado, se tenho sentimento de ódio, minhas atitudes serão voltadas para o ódio. Chegamos à conclusão de que nossos sentimentos são o norte “do bem” ou “do mal” viver, pois, são nossos sentimentos que irão gerar boas ou más atitudes. No entanto, falta ainda descobrir “Como cultivar bons sentimentos”? É a resposta a esta pergunta que inicia a construção do prédio de nossa personalidade. Saber a resposta, mas também nos conscientizarmos de sua importância, fará com que tenhamos uma personalidade saudável. Vamos à resposta.

No começo deste texto, afirmamos que nossos pensamentos sustentam nossa vida, pois constituem a base de nossa personalidade. Qual a razão dessa afirmação? O motivo é que nosso pensamento gera sentimento. O que deve induzir a questionarmo-nos periodicamente: “Qual é a qualidade dos meus pensamentos atuais?” É importante fazermos continuamente essa reflexão, pois se são nossos pensamentos que geram sentimentos, estes por sua vez geram atitudes que, consequentemente, formam novos hábitos que, por fim, modelam nossa personalidade.

Que importância nós estamos dando ao teor dos nossos pensamentos?

Para que nossa reflexão relativa a este autoquestionamento tenha ainda mais consistência, ressalto que, dentre inúmeros pensamentos que temos ao longo do dia, dois deles são os que se destacam em importância. Por essa razão, merecem nossa especial atenção. Quais são estes dois pensamentos tão importantes? Bem, o primeiro deles, é o pensamento que temos no momento em que nos levantamos, e o segundo é aquele o que domina nossa mente antes de dormirmos. Sintetizando, os pensamentos basilares são o primeiro e o último de cada dia. Esses dois pensamentos são vitais para o nosso bem ou mal viver. Ter autodomínio para bem direcioná-los, é a fonte de uma vida com real significado e sentido.

De forma simples e objetiva Emmanuel aponta-nos o caminho da excelência no cultivo de bons pensamentos. Orienta-nos ele: “Lava os teus pensamentos em esforço diário, nas fontes do Cristo”(*).